Pão & Vinho

Aprendendo o Passado, Entendendo o Presente, Discernindo o Futuro

Toda Escritura é inspirada por Deus (?)

Como lidar com irmãos que, dizendo-se presbíteros, ensinam que “Paulo não diz que toda Escritura é inspirada por Deus. Há um erro de tradução em 2 Tim 3:16, pois no original grego o verbo ‘ser’ não aparece depois da palavra ‘Escritura’, e o versículo não diz que ‘Toda Escritura é inspirada por Deus e proveitosa para ensinar’ e sim que ‘Toda Escritura inspirada por Deus é proveitosa para ensinar…’

Caro irmão:

Comecei a blogar no começo de 2009 e no final do mesmo ano resolvi reformular o blog para falar somente de “igreja orgânica”. Primeiro por este ser um assunto sobre o qual pouca gente escreve, e segundo por causa da abundância de blogs apologéticos (uns bons e outros ruins) na rede. Mas diante do avanço do liberalismo teológico, tanto dentro quanto fora da igreja institucional, devemos ter recursos disponíveis para evitar que falsos mestres ganhem espaço na comunhão dos irmãos. Há outras pessoas na rede muito mais capacitadas do que eu para discorrer sobre estes temas, mas como já não é a primeira vez que alguém me diz que certos ensinos perniciosos estão se infiltrando em algumas comunidades caseiras, procurarei contribuir com algo que seja para a edificação dos irmãos.

A resposta para tais alegações contra a inspiração das Escrituras merece uma análise um pouco mais profunda do texto em questão. Procurarei explicar isso da maneira mais simples possível. Vejamos então o que diz o grego:

πᾶσα γραφὴ θεόπνευστος καὶ ὠφέλιμος πρὸς διδασκαλίαν, πρὸς ἐλεγμόν πρὸς ἐπανόρθωσιν, πρὸς παιδείαν τὴν ἐν δικαιοσύνῃ

Para facilitar a compreensão, vejamos o significado do verso, palavra por palavra:

πᾶσα (pasa) – Toda
γραφὴ (graphē) – Escritura
θεόπνευστος (Theopneustos) – soprada por Deus
καὶ (kai) – e
ὠφέλιμος (ōphelimos) – útil
πρὸς (pros) – para
διδασκαλίαν (didaskalian) – ensino
πρὸς (pros) – para
ἐλεγμόν (elegmon) – repreensão
πρὸς (pros) – para
ἐπανόρθωσιν (epanorthōsin) – correção
πρὸς (pros) – para
παιδείαν (paideian) – disciplina
τὴν (tēn) – a
ἐν (en) – em
δικαιοσύνῃ (dikaiosynē) – justiça

Portanto, o texto em grego diz:

Toda Escritura soprada por Deus e útil para ensino, para repreensão, para correção, para disciplina na (em + a) justiça.

Como vemos, é verdade que o verbo “ser” não aparece nos originais. Mais qualquer intérprete bíblico com um mínimo de conhecimento em grego sabe que os escritores neotestamentários comumente omitiam o verbo em seus textos sempre que ele fosse óbvio no contexto de uma oração. O português segue uma regra semelhante, quando omite o sujeito e até mesmo o verbo da oração em alguns casos (como veremos abaixo). 2 Tim 3:15-16 não é uma exceção, mas segue um padrão muito comum ao longo de todo o Novo Testamento. Entretanto, uma regra básica de sintaxe grega é que toda oração traz um verbo (seja ele explícito ou, neste caso, implícito). Portanto, é fato que há um verbo implícito no verso, e a questão seria somente identificar qual é este verbo e qual seria seu lugar correto na oração.

Aproveitando-se do fato de que o verbo “ser”está implícito no grego, o teólogo liberal insere o verbo “ser” da seguinte maneira na oração:

Toda Escritura soprada por Deus é útil para ensino, para repreensão, para correção, para disciplina na justiça.

Nesta construção, “Toda Escritura soprada por Deus” é o sujeito e “é útil para ensino” é o predicado da oração. Insinua-se, assim, que somente as escrituras inspiradas são úteis para o ensino, sugerindo então a existência de uma segunda classe de Escrituras não inspiradas.

O problema de tal tradução, além de suas implicações teológicas, é que ela viola a sintaxe da oração. A palavra “útil” (no grego ὠφέλιμος / ōphelimos) é precedida pela conjunção καὶ /kai (conjunção, para quem não se lembra, é aquela palavrinha que conecta duas orações). A conjunção καὶ não significa “É” (do verbo ser), mas significa “E”, sem acento. A presença de uma conjunção antes da palavra ” útil” impede que esta porção do versículo seja o predicado do sujeito “Toda Escritura soprada por Deus.” Assim, esta segunda porção da oração deve obrigatoriamente ser traduzida como:

… e (sem acento, diferente de “é”) útil para o ensino.”

E se a porção acima não é o predicado de “Toda Escritura inspirada”, não nos resta outra opção além de entender que “inspirada” é o predicado de “Toda Escritura”. Assim, para que a oração tenha sentido, o verbo “ser” deve ser inserido na oração da seguinte maneira:

Toda Escritura [é] soprada por Deus, e útil para ensino, e para repreensão, para correção, para disciplina na (=em + a) justiça.

E se formos expandir a oração, incluindo todos os verbos, sujeitos e adjetivos nela implícitos, leremos a sentença da seguinte maneira:

Toda Escritura [é] soprada por Deus, e [toda Escritura é] útil para [o] ensino, e [toda Escritura é útil] para [a] repreensão, [toda Escritura é útil] para [a] correção, [toda Escritura é útil] para [a] disciplina na justiça.

Resumindo, TODA ESCRITURA É INSPIRADA POR DEUS. Qualquer outra tradução não corresponde à ideia no original grego e representa uma distorção do que Paulo afirma neste texto. Anátema seja.

© Pão & Vinho

Este texto está sob a licença de Creative Commons e pode ser republicado, parcialmente ou na íntegra, desde que o conteúdo não seja alterado e a fonte seja devidamente citada: http://paoevinho.org.

Bookmark and Share
Tema(s): ,

11 Comentários

  1. Esses irmãos “presbíteros” que orem mais, jejuem mais, se humilhem mais e desçam mais… que o Senhor dará revelação e sabedoria vinda do céu… ao invés de ensinarem
    o que não é verdade !
    E que o Senhor nos livre de alguns como esses se infiltrarem em nosso meio.

    ReplyReply
  2. Penso que, “presbíteros” que cuidam que a piedade seja causa de ganho, tendem a preferir que: “Toda Escritura inspirada por Deus é proveitosa para ensinar…”, assim, conscientemente ou não, ganham ao introduzir falsos ensinamentos no meio através de livros e outras mídias baseados em visões, sonhos e sinais, como se também fossem inspirados por Deus. Não digo com isso que sonhos e visões hoje não possam ser mais inspirados por Deus, mas, que Deus o sabe se são e quais são. Há livros bons e livros ruins, mas, como um irmão em cristo (Mário Persona) ouviu dizer, “veneno de rato é 99% milho e 1% estricnina”, mas nem por isso é alimento e vida, antes, é veneno e morte. Assim, é como está escrito:

    “Examinai tudo. Retende o bem. Abstende-vos de toda a aparência do mal”. (1 Tessalonicenses 5:21-22).

    Como bem sabemos, e agora mais do que nunca por causa desse simples, porém, mui proveitoso estudo, “toda escritura É inspirada por Deus”, como só há uma escritura e não escrituras (plural), só nos resta compreender que a única escritura 100% inspirada por Deus se encontra hoje no que conhecemos por bíblia (e ainda que haja várias versões da mesma o conhecimento não está encoberto, pesquisemos então com temor, mas sem tremor).

    Dou graças a Deus, pois ele nos tem dado entendimento através da sua unção, quem em nós permanece, e para isso também tem levantado homens sábios, como o irmão Hugo, para confirmar aquilo que em Espírito já sentíamos no Senhor.

    “Porque, vede, irmãos, a vossa vocação, que não são muitos os sábios segundo a carne, nem muitos os poderosos, nem muitos os nobres que são chamados. Mas Deus escolheu as coisas loucas deste mundo para confundir as sábias; e Deus escolheu as coisas fracas deste mundo para confundir as fortes; E Deus escolheu as coisas vis deste mundo, e as desprezíveis, e as que não são, para aniquilar as que são; Para que nenhuma carne se glorie perante ele. Mas vós sois dele, em Jesus Cristo, o qual para nós foi feito por Deus sabedoria, e justiça, e santificação, e redenção; Para que, como está escrito: Aquele que se gloria glorie-se no Senhor”. (1 Coríntios 1:26-31).

    É por isso também, que toda honra e toda glória sempre será do Senhor Jesus! Maranata!

    No Amor do Mestre, Graça e Paz!

    ReplyReply
  3. Dúvida,

    Quando Paulo disse essa frase: “- Toda Escritura soprada por Deus é…” Ele se referia a quais escrituras? Certamente não se referia a nada do novo testamento, pois todo o novo tesamento não era considerado as Escrituras para Paulo. Quanto ao velho testamento, qual parte do velho testamento ele se referia? Os livros da Lei? Os Profetas? Quais livros de quais Profetas? Pois os diversos grupos religiosos Judeus aceitavam grupos de escritos de maneira diferentes: Haviam os aceitavam só a Lei (Pentateuco); outros A Lei e os Profetas; outros consideravam em alto estiva os considerados livros históricos e poéticos, mas não necessariamente os afirmavam ser soprados por Deus.
    Há ainda os escritos apócrifos, o que dizer deles? Se você fala que toda as escrituras sopradas por Deus são os da Bíblia de tradição evangélica (ou seja 66 livros) como pensar a respeito do fato de haver cerca de 300 livros na época da separação do Canon que eram muitos considerados inspirados em algumas comunidades cristãs enquanto outros eram considerados inspirados por outras comunidades cristãs.
    Quando Paulo disse aquela frase, ele se referia a um determinado conjunto de livros específicos ou falava de livros que fossem inspirados por Deus, sejam anteriores ou posteriores à sua fala? (Nisso enquadra-se o novo testamento). E os grandes livros cristão da história da igreja como o Peregrino e Imitação de Cristo, etc… são estes de alguma forma inspirados por Deus? e seus escritos aqui no site são inspirados por Deus?

    Não estou sendo irônico, só questionando um pouco mais a fundo a questão proposta.

    ReplyReply
  4. Quando Paulo disse essa frase: “- Toda Escritura soprada por Deus é…” Ele se referia a quais escrituras? Certamente não se referia a nada do novo testamento, pois todo o novo tesamento não era considerado as Escrituras para Paulo.

    Há evidência no texto neotestamentário de que as epístolas apostólicas e os Evangelhos já eram considerados inspirados, em pé de igualdade com o AT. Por exemplo, Paulo cita Lucas 10:7 ao lado de Deut 25:4 em 1 Tim 5:18. Pedro dá aos escritos de Paulo o status de Escritura (2 Ped 3:14-15).

    Quanto ao velho testamento, qual parte do velho testamento ele se referia? Os livros da Lei? Os Profetas? Quais livros de quais Profetas? Pois os diversos grupos religiosos Judeus aceitavam grupos de escritos de maneira diferentes: Haviam os aceitavam só a Lei (Pentateuco); outros A Lei e os Profetas; outros consideravam em alto estiva os considerados livros históricos e poéticos, mas não necessariamente os afirmavam ser soprados por Deus. Há ainda os escritos apócrifos, o que dizer deles? Se você fala que toda as escrituras sopradas por Deus são os da Bíblia de tradição evangélica (ou seja 66 livros) como pensar a respeito do fato de haver cerca de 300 livros na época da separação do Canon que eram muitos considerados inspirados em algumas comunidades cristãs enquanto outros eram considerados inspirados por outras comunidades cristãs.

    Os dois principais grupos religiosos dos tempos de Jesus eram os saduceus e os fariseus. Os saduceus não criam na ressureição e somente consideravam o Pentateuco, enquanto os fariseus criam na ressureição, e criam na inspiração da Lei (Pentateuco), dos Salmos (livros poéticos) e dos profetas. Jesus se alinhava doutrinariamente com os fariseus, pois pregava a ressurreição e fez repetidas citações da Lei, dos Salmos e dos profetas.

    Somente o testemunho de Jesus neste sentido já nos serviria. Mas há evidência histórica de que o Canon judaico era bem definido na tradição hebraica. Clique neste link para ler mais a respeito.

    Tanto o testemunho de Jesus quanto a história corroboram a idéia de que quando Paulo atestou quanto à inspiração das Escrituras ele, sendo judeu, tinha um conjunto específicos de livros veterotestamentários em mente. E as evidências no Novo Testamento nos mostram que já havia o reconhecimento do testemunho apostólico contido no NT como sendo Escritura, como mencionado anteriormente.

    Quanto à inspiração do NT e sua formação, eu recomendo a leitura do livro “Merece Confiança o NT” de FF Bruce, onde este erudito descreve o processo de formação deste compendio. Basta dizer por agora que há diversos registros que demonstram que a Igreja já possuia um canon neotestamentário bem definido antes mesmo do final do século 2, apesar da circulação dos apócrifos.

    E os grandes livros cristão da história da igreja como o Peregrino e Imitação de Cristo, etc… são estes de alguma forma inspirados por Deus? e seus escritos aqui no site são inspirados por Deus?

    Deus ainda inspira seus filhos nos dias atuais, com a diferença de que nenhuma obra pós-canônica, genuinamente inspirada por Deus, adicionará nova revelação, antes apontará para o testemunho apostólico contido nas Escrituras. Assim, nenhuma obra se iguala às Escrituras em termos de autoridade e inspiração, pois o testemunho profético e apostólico foi divinamente estabelecido como a REFERÊNCIA pela qual toda doutrina deve ser aceita ou anatemizada (Gal 1:8).

    ReplyReply
  5. excelente texto, bem explicado e “inspirado”

    ReplyReply
  6. Expirar: expelir o ar dos pulmões; soprar o ar.
    Inspirar: introduzir o ar nos pulmões; inspirar o ar.

    A tradução correta não seria que “Toda Escritura EXPIRADA por Deus é útil para ensino, para repreensão, para correção, para disciplina na (em + a) justiça.” e nós, sim, com todas as nossas dificuldades de interpretação (vejamos a quantidade de religiões cristãs e suas doutrinas) é que INSPIRAMOS de formas, muitas vezes, equivocadas?
    O Senhor Deus é perfeito, nós não; o que me prova que cada palavra na Bíblia teve a INSPIRAÇÃO correta da EXPIRAÇÃO de Deus?
    Por que alguns livros foram considerados apócrifos e outros “passaram raspando” (Ex: Apocalipse) pelo que foi convencionado de “INSPIRADOS” pelo Espírito Santo?

    Enquanto não compreendo tudo isso (pois sei que o Espírito Santo e não o homem vai me conduzir à luz) submeto-me apenas à vontade e ao julgamento de Deus sobre a minha vida, acreditando que Jesus é o meu Senhor e advogado.

    ReplyReply
  7. “Os céus declaram a glória de Deus e o firmamento anuncia a obra das suas mãos. Um dia faz declaração a outro dia, e uma noite mostra sabedoria a outra noite. Não há linguagem nem fala onde não se ouça a sua voz. A sua linha se estende por toda a terra, E AS SUAS PALAVRAS ATÉ AO FIM DO MUNDO.” (Salmos 19:1-4).

    Se DEUS criou os céus, a terra, e tudo que neles há! (Atos 14:15), porque é tão difícil aceitarmos que ele também é poderoso suficiente para executar uma tarefa muito mais simples, a de inspirar homens a escrever e preservar suas palavras para nós até ao fim do mundo, como supracitado no Salmo 19? Ele é, ou não é Todo-Poderoso? Ele assoprou, ou não assoprou o fôlego de vida no homem (Gen.2:7), como assopra ainda hoje, verdadeiramente, em todo aquele que crê? (João 20:22). Porque todo aquele que crê que Jesus Cristo veio em carne (veio no sentido de que já pré-existia), tem o Espírito de DEUS (1João 4:2-3). Porque Ele é antes de todas as coisas, e em quem nós também estamos, depois que ouvimos a palavra da verdade, o evangelho da nossa salvação; e, tendo nele também crido, fomos selados com o Espírito Santo da promessa (Efésios 1:13). Mas se a palavra não é verdadeira então estamos todos perdidos ainda, logo, é vã a nossa fé.

    Mas DEUS não joga dados e nenhuma mentira vem da verdade, tudo está nas mãos Dele, incluindo sua palavra. Se há várias versões, se trocaram ancião por presbítero entre outras coisas, DEUS é soberano, e o conhecimento não está encoberto hoje. Quer maior prova da soberania de DEUS do que a morte de seu filho na cruz? Ele estava no controle total da situação, afinal, foi do agrado do Pai moer seu filho, para que assim justificasse a muitos outros (Isaías 53).

    No tocante as diversas denominações e suas interpretações doutrinárias, é como está escrito: “Porque todos tropeçamos em muitas coisas. Se alguém não tropeça em palavra, o tal é perfeito, e poderoso para também refrear todo o corpo”. (Tiago 3:2). “Quem dentre vós é sábio e entendido? Mostre pelo seu bom trato as suas obras em mansidão de sabedoria.
    Mas, se tendes amarga inveja, e sentimento faccioso em vosso coração, não vos glorieis, nem mintais contra a verdade. Essa não é a sabedoria que vem do alto, mas é terrena, animal e diabólica. Porque ONDE HÁ INVEJA E ESPÍRITO FACCIOSO AÍ HÁ PERTURBAÇÃO E TODA A OBRA PERVERSA.” (Tiago 3:13-16). “Destarte, sempre seja Deus verdadeiro, (em sua Palavra), e todo o homem mentiroso (em suas doutrinas); como está escrito: Para que sejas justificado nas palavras de DEUS (não dos homens) e venças quando fores julgado”. (Romanos 3:4). Todavia continuamos injustos e perdidos diante de DEUS, e tão pouco julgamento haverá, se a palavra não for inspirada e verdadeira.

    CONCLUSÃO: Vê se logo que o problema continua sendo de pouca fé! Acaso não é sabido que sem fé é impossível agradar a DEUS? Porque é necessário que aquele que se aproxima de Deus creia que ele exista…” (Hebreus 11:6). Mas nós sabemos em quem temos crido, e sabemos que já o Filho de Deus é vindo, e nos deu entendimento para conhecermos o que é verdadeiro; e no que é verdadeiro estamos, isto é, em seu Filho Jesus Cristo. Este é o verdadeiro Deus e a vida eterna. (1 João 5:20).

    No amor do Mestre, graça e paz!!

    ReplyReply
  8. Irmão

    Eu fiz perguntas, não um pedido de julgamento. De qualquer forma agradeço a atenção do irmão para comigo e peço ao Senhor que derrame sobre sua vida toda sorte de bênçãos do alto. Como disse acima, enquanto não compreendo tudo isso (pois sei que o Espírito Santo e não o homem vai me conduzir à luz) submeto-me apenas à vontade e ao julgamento de Deus sobre a minha vida, acreditando que Jesus é o meu Senhor e advogado.

    No Caminho,

    Fernando

    ReplyReply
  9. Amado, como o Mestre nos ensinou, eu a ninguém julgo, como vejo (ou leio), assim eu falo (ou escrevo), mas falo segundo as palavras que DEUS dá. Sou homem simples e falho, e tenho minhas dúvidas também, mas devemos buscar sempre por sabedoria a DEUS, que a todos dá e não lança em rosto (Tiago 1:5), destarte, sempre sejam todas as nossas petições conhecidas diante de Deus pela oração e súplica, com ação de graças (Filipenses 4:6).

    Estar atento a voz do Espírito Santo para conduzir nossas vidas é imprescindível, mas, entenda que a resposta provavelmente não virá em forma de sinal sobrenatural, porque os justos viverão da fé, sinais são para os que não creem (João 4:48), mas nós temos o Espírito de Cristo. Na maioria das vezes a resposta virá através da leitura e meditação da palavra de DEUS, mas, poderá vir também através da plenitude daquele que cumpre tudo em todos, pelo seu corpo, cuja cabeça é Cristo (Efésios 1:22-23). Examine a tudo e retenha o bem, de acordo com a escritura, como está escrito: Se alguém falar, fale segundo as palavras de Deus; se alguém administrar, administre segundo o poder que Deus dá; para que em tudo Deus seja glorificado por Jesus Cristo, a quem pertence a glória e poder para todo o sempre. Amém. (1 Pedro 4:11).

    Penso que suas perguntas já foram todas respondidas nesta artigo e nos comentários subsequentes, contudo, sugiro que você leia também outro artigo do irmão Hugo, como complemento a esse assunto, neste link: http://paoevinho.org/?p=8165. Mas leia com a certeza de que DEUS é soberano e poderoso para ter feito isso (juntado e preservado os livros da bíblia para nós) e muito mais além do que podemos pensar ou imaginar. A Ele seja toda honra e glória e poderio para todo sempre amém!

    No Amor do Mestre, graça e paz!!

    ReplyReply
  10. Muito obrigado, Irmão Wanderlei.

    Suas palavras me transmitiram a paz e o cuidado do Senhor Jesus. Tenho tido muitos questionamentos, mas a soberania de Deus na minha vida é uma escolha de caráter irreversível. Vou ler sim o artigo do irmão Hugo.
    Gostaria de enviar uma mensagem do Pr. Brennan Manning a você, pedindo ao Pai das Luzes que o Seu brilho jamais falte ao seu coração e aos da sua família.

    http://youtu.be/4GJEvMq19Mw

    Fernando.

    P.S. Somente à guisa de esclarecimento, eu desconheço os Presbíteros acima mencionados mas, em princípio, quero crer que estejam, assim como eu, querendo entender cada vez mais o propósito de Deus em suas vidas.

    ReplyReply

Comente

FAVOR LER ANTES DE COMENTAR: Obrigado por deixar seu comentário. Este espaço está aberto a discussões educadas e com pontos de vista diferentes, mas todos os comentários devem ter relação com os temas acima. NÃO SERÃO PUBLICADOS: 1) artigos na íntegra de livros, revistas ou outros sítios (caso a citação seja necessária, favor resumir o conteúdo e citar o link/bibliografia para referência); 2) comentários do tipo "visitem o meu blog", sem nenhuma relação com o tema em questão; 3) comentários ofensivos que contenham palavras de baixo calão ou ataques contra leitores ou contra o editor. Por ser este um espaço aberto a opiniões diversas, comentários publicados nesta seção não refletem necessariamente a opinião deste blog.

Do NOT fill this !