A comida e o Reino

partindo-o-pao

Por Wolfgang Simson. 1

Os cristãos se encontravam para comer. Quase todas as vezes que Jesus ensinou pessoas, isso se dava no contexto de uma refeição, não raro em seus lares.

Com muita freqüência, o ensinamento se dava diretamente à mesa, durante a refeição, não apenas depois dela. Acontecia no meio da vida – cercada de crianças e hóspedes, não em um seminário organizado artificialmente.

Sob vários aspectos, a Igreja nos lares é uma comunhão de mesa, o lugar em que se toma uma refeição em conjunto. A santa ceia era uma refeição substancial com um significado simbólico, não uma refeição simbólica com um resultado substancial.

O Novo Testamento descreve os primeiros cristãos da seguinte forma: “Tomavam as suas refeições [em conjunto] com alegria e singeleza de coração” (Atos 2:46), o que seguramente deve ter sido uma experiência diária. Comer era um dos objetivos principais do encontro. “Quando vos reunirdes para comer, esperai uns pelos outros” (1Co. 11:33).

A comida não constitui o elemento central do Reino de Deus (Rm 14:7), porém, um elemento importante na expansão dele.

NOTAS:

  1. Simson, Wolfgang. “Casas que Transformam o mundo” pp. 97-98. Editora Esperança.
Posted in Igreja Simples and tagged , .