Igrejas ‘hipsters’ não atraem Millenials para Deus

De acordo com o periódico estadunidense The Washington Post, 1 nos EUA 59% dos jovens cristãos na faixa etária entre 18 e 29 anos deixaram de frequentar uma igreja. Na tentativa de trazê-los de volta, muitas comunidades de fé deixaram seus templos clássicos para se reunirem em auditórios, investiram pesado em tecnologia e na produção de seus programas, passaram a transmitir cultos pela internet, disponibilizam suas pregações em podcast, inovaram o cancioneiro com músicas modernas e adotaram um estilo mais “hipster” de adoração.

Para acompanhar esta tendência, alguns pastores criaram até mesmo departamentos de marketing em suas igrejas ou contrataram serviços de consultoria profissional de marketing tendo como alvo principal os chamados “millenials” ou Geração Y – grupo composto por pessoas nascidas entre o começo dos anos 80 e o começo dos anos 2000. Entretanto, de acordo com pesquisas realizadas pelo Barna Group – instituto de pesquisas especializado em religião – 67% dos millenials americanos preferem uma igreja “tradicional” à uma igreja “moderninha”. Os millenials americanos exibem uma crescente aversão à igrejas “disfarçadas” de pontos hipsters na cidade, algo que eles vêem como “inautêntico”.

“Quero um culto que não seja sensacional, chamativo ou ‘relevante’ de maneira especial. Posso me divertir em qualquer outro lugar. Quanto estou na igreja, não estou em busca de diversão. Não quero ser alvo de nenhum marketeiro. Quero somente participar da vida de uma comunidade.” – diz Amy Peterson, blogueira millenial.

“Quando uma igreja me diz como tenho que me sentir (bata palmas se você está contente com Jesus”), sinto que falta autenticidade. Às vezes preciso adorar a Deus em meio ao meu quebrantamento e angústia, ao invés de negar o que está acontecendo comigo” – diz Ben Irwin, outro blogueiro millenial.

Ainda de acordo com o Barna Group, 87% dos millenials acham que os cristãos são demasiadamente julgadores (principalmente com relação à comunidade LGBT) e 85% acham que os cristãos são hipócritas. Apenas 8% dizem que não congregam porque a igreja está ultrapassada.

NOTAS:

  1. Rachel Held Evans. The Washington Post. Want millennials back in the pews? Stop trying to make church ‘cool’. 30 de abril de 2015. Acesso em 1 de maio de 2015. Disponível em http://goo.gl/atWvLD.
Posted in Atualidades and tagged .